Diversos usuários de Linux estão deixando de lado suas distribuições prediletas, para usar efetivamente o Gentoo. Por suportar vários tipos de processadores, é possível criar uma distribuição personalizada para cada computador, o que torna o carregamento do sistema e aplicativos mais rápidos que o normal.
Por ser um Linux que não possui instalador, poucos usuários se arriscavam em utilizar o Gentoo.
Com o projeto VidaLinux, esse papel já está mudando.
Para facilitar a tarefa de instalação, o grupo VidaLinux, criou, a partir do Anaconda, uma distribuição feita inteiramente sobre o Gentoo, mas com um instalado fácil e prático. O Anaconda é utilizado por diversos Linux, incluindo Red Hat e Fedora.
Como esse sistema já está pré-otimizado para processadores i686 (Pentium II em diante), é possível notar a diferença de performance logo após a sua instalação.
Ao todo são mais de 2.3 GB de programas instalados, incluindo o Gnome, com o gerenciador de botões Gdesklets parecido com o MacOS, e o OpenOffice.Org.
Veja a seguir como instalar o sistema mais procurado pelos usuários de Linux.

Conheça aqui o site da Mundo Open e nossos Serviços

Instalação

O sistema de instalação utilizado pelo VidaLinux, é baseado no mesmo do RedHat, o Anaconda. Ele possui uma interface bastante simples, o que facilita a instalação, mesmo para quem nunca efetuou esse processo anteriormente.

Para iniciar o aplicativo responsável pela instalação do Linux, será preciso alterar alguns parâmetros na placa mãe para efetuar a inicialização do sistema a partir do CD-ROM.
Para isso, acesse o setup da BIOS, pressionando a tecla Delete na tela onde mostra informações sobre memória e processador. Acesse a opção Peripherical Setup e em First Boot, coloque o item CD-ROM. Para salvar as alterações, pressione a tecla F10 e escolha Yes. Caso essa seqüência for diferente no seu setup, consulte o manual da placa mãe para verificar a localização da opção que ativa a ordem do dispositivo a ser iniciado.

1 Após efetuar todas as alterações necessárias, inicie o computador com o CD no Driver de CD-ROM e aguarde a tela de apresentação do sistema aparecer.
Nela você poderá acrescentar diversos argumentos para otimizar o processo de instalação. Por padrão, pressione a tecla Enter para prosseguir.

2 Ao carregar os arquivos na memória, uma tela solicitando para efetuar o teste no CD aparecerá. Selecione a opção Skip para avançar a instalação.

3 Se tudo ocorrer bem, a tela gráfica do instalador deverá aparecer. Clique no botão Next para continuar. Esse procedimento é padrão, mas caso ocorra algum problema para acessar essa a seção gráfica, será preciso efetuar a instalação em modo texto. Para isso, reinicie o computador novamente, e na tela de apresentação do sistema, passo um, digite o comando:

linux textmode

Pressione a tecla Enter logo em seguida para iniciar o programa de instalação em modo texto.

4 Agora, é possível selecionar o idioma que você utilizará para efetuar a instalação do Gentoo. Para isso, na janela Language Selection, escolha Portuguese (Brazillian). Com a opção selecionada, clique em Next.

5 O Gentoo já vem com suporte para os teclados com teclas especiais, como é o caso do cedilha. Para isso, se você possui um teclado como esse, basta selecionar na lista a opção Brazillian ABNT 2.

6 Selecione o mouse que está conectado em seu computador. É possível também escolher mouse que possuem roda (whell). Com isso, não é preciso efetuar novamente a configuração após a instalação. Escolha o mouse apropriado ao seu hardware e clique em Próximo.

7 O Gentoo é dividido em três pacotes principais, o Stage 1, o Stage 2 e o Stage 3. A diferença entre eles é a quantidade de arquivos que cada um possui. O primeiro é o que tem menos, e é a melhor opção para otimizar toda a distribuição para seu hardware. A segunda já possui um pouco mais de arquivos binários, e a terceiro pacote é o mais indicado para quem deseja apenas instalação o sistema, efetuar otimizações.
Para facilitar essa tarefa, o instalador possui apenas o Stage 3, mas em compensação, já acompanha diversos pacotes extras, como é o caso do Gnome e o OpenOffice.Org.
Para prosseguir com a instalação, selecione Gentoo Linux Stage 3 e clique em Próximo.

8 Essa é a etapa mais importante da instalação, pois você deverá criar as partições necessárias para a cópia dos arquivo do sistema em seu computador.
Nessa janela existem duas opções. O primeiro, chamado de Particionamento Automático, é utilizado somente quando você deseja perder todas as informações em seu computador e, deixar o sistema criar as partições de acordo com as suas configurações padrões.
A segunda opção, com o nome Particionamento manual com o Disk Druid é o mais indicado, pois você poderá determinar as partições que o sistema utilizará.
Selecione a segunda opção e clique no botão Próximo.

9 O programa de particionamento do Disk Druid é bem simples de utilizar. Na janela que abrir, você encontra a lista de partições que já estão criadas no seu HD. Como o sistema Linux utiliza apenas sistemas de arquivos exclusivos, não é possível efetuar a instalação em uma partição VFAT. Para isso, será preciso remover uma partição para realizar a instalação do sistema. Esse procedimento só é realizado quando não existe uma partição livre disponível.
Para remover uma partição, verifique o tamanho que ela possui no tabela Tamanho MB. Ela deverá possuir mais de 3 GB. Após isso, clique sobre a partição que você deseja remover e em seguida, clique no botão Apagar.
Note que ao remover a partição, o campo Tipo deverá receber o nome espaço livre. Agora, para adicionar as partições necessárias, clique sobre a partição livre e em seguida, no botão Nova.
Na janela que abrir, em Tipo de Sistemas de Arquivos, escolha swap. Em Tamanho (MB), coloque 128. Para confirmar a nova partição, clique em OK.
Agora, será preciso adicionar a partição Linux  Nativa. Para isso, clique novamente sobre a partição livre e logo em seguida no botão Nova.
No campo Montar em, coloque o símbolo “/” (sem aspas). Na opção Tipo de Sistemas de Arquivos, coloque ext3. Para forçar a partição a usar todo espaço disponível, basta selecionar a opção Utilizar o máximo de espaço permitido. Para confirmar, clique no botão OK. Para prosseguir com a instalação, clique em Próximo.

10 Por padrão, o sistema Gentoo utiliza o gerenciador de inicialização chamado Grub. Como o programa Anaconda é utilizado pela Red Hat, algumas opções possuem o nome da distribuição. Para resolver isso, na janela Configuração do Gestor de Início, clique sobre o nome Red Hat Linux e em seguida, escolha Editar. Na janela que abrir, altere o nome para Gentoo Linux. Clique no botão OK e em seguida, emPróximo.

11 Se o seu computador possui uma placa de rede e ela foi detectada com sucesso, uma tela chamado Configuração da rede aparecerá. O Gentoo já configura por padrão a detecção de endereço de IP através do protocolo DHCP. Para alterar esse recurso, selecione o dispositivo de rede e em seguida, clique em Editar.
Na janela que abrir, desmarque a caixa de dialogo Configurar utilizando DHCP. Com isso, o campo Endereço de IP deverá ser ativado, possibilitando a inclusão dos números manualmente.
Após definir todas as opções necessárias, na janela principal, clique em Próximo.

12 Além do suporte ao Português Brasil na instalação, é possível ativar a língua para ser utilizado no ambiente de trabalho do sistema. Para isso, na lista de idioma, selecione Portuguese (Brasil), e em seguida clique em Próximo.

13 A configuração da localização do computador é necessário para efetuar de forma correta a alteração do horário e data no sistema. Para isso, selecione a localização no mapa e para confirmar, clique em Próximo.

14 É extremamente importante a utilização de senha para acessar o usuário administrador do sistema, o root. Para isso, no campo Senha do administrador, coloque uma senha com mais de seis caracteres. Em seguida confirme colocando novamente a mesma senha no campoConfirme. Para prosseguir com a instalação, clique em Próximo nas duas janelas seguintes.

15 Para que a instalação seja realizada com sucesso, é extremamente necessário selecionar a opção Instalar pacotes para satisfazer as dependências.

16 Para iniciar a instalação do sistema Gentoo clique no botão Próximo. A conclusão de toda transferência dos arquivos para o computador demora mais que outras distribuições. Isso porque, após transferir os arquivos do Stage 3, os demais pacotes opcionais, como Gnome, OpenOffice.Org serão compilados e instalados um a um. Isso pode ser um pouco sacrificante, mas o sistema ficará muito mais rápido em comparação aos demais sistema, que utilizam pacotes semicompilados.

17 A criação do disquete de inicialização é opcional, mas é extremamente importante cria-lo para acessar o sistema quando o gerenciador de boot apresentar problema. Para isso, basta selecionar a opção Criar disco de inicialização e, após colocar o disquete no computador, clique em Próximo.

18 Se o seu hardware foi reconhecido com sucesso, na lista de placas de vídeo, seu modelo deverá estar selecionado. Caso tenha encontrado um modelo que não corresponde ao seu, selecione o modelo correto na lista de hardware.

19 Após efetuar a configuração da placa de vídeo, selecione o modelo do monitor que está conectado no computador. Clique em Próximopara continuar.

20 Com a parte gráfica configurada, agora você deverá escolher a resolução de vídeo que o ambiente gráfico utilizará. Para isso, no campoDefinição de cores, selecione 24 bit. Após isso, em Resolução da Tela, ative a resolução que mais lhe agrada.
Por padrão, a opção Modo texto já está selecionado. Para alterar escolha Modo gráfico. Para confirmar clique em  Próximo.

21 No final da instalação, uma janela com algumas informações aparecerá. Para finalizar, basta clicar no botão Sair. O computador será reiniciado automaticamente.

Portage Gráfico
O Portage é um sistema extremamente poderoso, que efetua a instalação de diversos programas facilmente. Ele possui diversas funções, entre eles, o suporte a atualização completa do sistema Linux.
Para sua utilização, será necessário estar conectado à internet.
Para acessar o programa, clique no menu Aplicações e logo em seguida Sistema – The Porthole Portage Frontend.
Após acessar o software, aguarde a lista de programas ser carregado. Você pode dividir essa lista em quatro partes. Para isso, basta clicar em View, e selecionar a opção desejada.
Se você pretende efetuar a instalação de um programa que não está ativado no sistema, coloque o nome do pacote, no campo que está ao lado do botão Procurar, e pressione Enter.
Os programas já estão instalados no sistema, possuem um circulo com o sinal V. Já os que não estão instalados, estão com um X.
Para ativar esses programas que não estão instalados, basta selecionar o pacote que deseja, e em seguida, clicar no botão Emerge.
Com isso, o programa será instalado automaticamente.
Já para efetuar a atualização completa de todos os pacotes, basta clicar apenas no botão Sync. Esse processo é um pouco demorado, pois todos os arquivos a serem atualizados serão baixados através da internet.
É possível também realizar o upgrade de um único programa. Para isso, selecione o software que você deseja, e para atualizar, clique no botão Upgrade.

Após realizar todas as alterações no Kernel, saia do programa do núcleo e coloque Yes.

BOX – Alterando o sistema para português.

Após efetuar a instalação do sistema, o gerenciador gráfico deverá aparecer. Para alterar o idioma padrão do sistema, antes de aplicar o login, clique na opção Select Language. Na lista que aparecer, clique em português Brasil e em seguida OK.
Agora, coloque o nome de usuário e a senha para acessar o sistema.  Ao pressionar Enter, uma janela aparecerá. Clique em Make Defaultpara tornar a seleção padrão para todos os logins.

BOX

Sistema mínimo:
Pentium II 400 MHz
128 MB de memória
Placa de vídeo 8 MB
Partição de 3 GB

Sistema recomendável:
Processador com  2 GHz
256 MB de memória
Placa de vídeo 3D com 32 MB
Partição de 5 GB

Qualquer duvida ou necessidade nos colocamos a disposição!

Conheça aqui o site da Mundo Open e nossos Serviços

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.